Geografia
rrozatti
5

período colonial na Índia? um resumo por favor

+0
(1) Respostas
AndressaPilar

Os portugueses foram os primeiros europeus a se instalar na Índia, quando criaram diversas feitorias no Extremo Oriente nos séculos XV e XVI. Em 1498 Vasco da Gama chegou a Calicut e Goa foi ocupada em 1510. Ao longo dos séculos XVI e XVII chegaram ingleses, holandeses e franceses, que lutaram entre si pelo controle dos lucrativos entrepostos comerciais. O domínio inglês consolidou-se com a vitória de Robert Clive, representante da Companhia Inglesa das Índias Orientais, sobre o príncipe bengali Siraj ud-Daula, em Plassey, em 23 de junho de 1757. Dois anos depois Clive capturou Chinsura, em Bengala, e pôs um ponto final nos interesses holandeses na Índia. Os combates entre franceses e ingleses prolongaram-se até 1761, quando os franceses perderam Pondichéry. O Tratado de Paris de 1763 assegurou a supremacia inglesa na Índia. O domínio inglês prolongou-se por quase dois séculos, até 1947. As conquistas estenderam-se até 1849, quando Punjab foi subjugado; ficaram fora do controle britânico direto diversos principados autônomos, os "estados nativos". O predomínio britânico baseou-se na superioridade econômica e na capacidade administrativa dos funcionários civis.  A expansão colonial realizou-se mediante as seguintes guerras: conquista do sul da Índia, no final do século XVIII, para impedir a invasão francesa; imposição da ordem britânica na Índia central com a vitória sobre a confederação marata em 1819; garantia das fronteiras do noroeste com a conquista do Punjab e do país sikh em 1849 e a primeira guerra afegã de 1839 a 1842; consolidação da fronteira leste com a conquista da baixa Birmânia (atual Myanmar) de 1824 e 1852; conquista total da Birmânia em 1886; segunda guerra afegã em 1878; guerra do Tibet em 1904.  Desse período, destaca-se o chamado Grande Motim, rebelião do exército nativo dos cipaios, em Bengala, em 1857, que se transformou em revolta civil, provocou a perda de Delhi e Lucknow e constituiu grave ameaça ao domínio britânico. Depois de um ano de combates e prática de atrocidades dos dois lados, a insurreição foi vencida e os britânicos retomaram Delhi. O xá Bahadur II, último imperador mogol, que apoiara a revolta, foi exilado e seus filhos executados. Em 1858 a coroa britânica assumiu a responsalidade direta pelo governo da colônia, a rainha Vitória foi proclamada imperatriz da Índia e começou o período dos vice-reinos.  Movimento nacionalista. A crise econômica iniciada em 1870 golpeu duramente a Índia e provocou fome, epidemias, revoltas camponesas e surtos de nacionalismo. Em 1885 fundou-se o Partido do Congresso Nacional Indiano e mais tarde começou a mobilização de massas contra a colonização, inspirada no começo do século XX por um homem excepcional, autêntico artífice da independência indiana, Mohandas Karamchand Gandhi, o mahatma ou "magnânimo".  Apesar da verdadeira sangria econômica provocada pela rapacidade do colonizador britânico, algumas heranças positivas da dominação podem ser apontadas, como a modernidade das estruturas econômicas, a adoção de instituições democráticas, a atitude aberta diante da tecnologia e ciências modernas e uma administração bem estruturada.

Adicionar resposta